Desenvolvemos soluções para seu negócio


ASP.NET
é a plataforma da Microsoft para o development de aplicações Web e é o sucessor da tecnologia ASP. Permite através de uma linguagem de programação integrada na .NET Framework criar páginas dinâmicas.

 



ASP.NET MVC é um padrão de arquitetura que provê uma alternativa ao ASP.NET Web Forms, para criação de aplicações Web baseadas no MVC (Model View Controller). O Framework MVC é definido pelo namespace System.Web.Mvc. O ASP.NET MVC é um padrão que muitos desenvolvedores estão acostumados, de separar em camadas o modelo, a visualização e os controles. Algumas aplicações Web vão se beneficiar do framework MVC, enquanto outras continuarão a usar o padrão tradicional ASP.NET, que é baseado em Web Forms e postbacks. Nenhuma abordagem, seja MVC ou Web Forms, exclui a outra, podendo inclusive serem utilizadas ao mesmo tempo.

 



C# ou C Sharp é
 uma linguagem de programação, multiparadigma, de tipagem forte, desenvolvida pela Microsoft como parte da plataforma .NET. A sua sintaxe orientada a objetos foi baseada no C++ mas inclui muitas influências de outras linguagens de programação, como Object Pascal e, principalmente, Java. O código fonte é compilado para Common Intermediate Language (CIL) que é interpretado pela máquina virtual Common Language Runtime (CLR). C# é uma das linguagens projetadas para funcionar na Common Language Infrastructure da plataforma .NET Framework.

 



ASP.NET Core é uma estrutura de software livre, de multiplaforma e alto desempenho para a criação de aplicativos modernos conectados à Internet e baseados em nuvem. Com o ASP.NET Core, você pode:

– Compilar aplicativos e serviços Web, aplicativos IoT e back-ends móveis.
– Usar suas ferramentas de desenvolvimento favoritas no Windows, macOS e Linux.
– Implantar na nuvem ou local.
– Executar no .NET Core ou no .NET Framework.

 



HTML5 é a mais recente evolução do padrão que define o HTML. O termo representa dois conceitos diferentes: É uma nova versão da linguagem HTML, com novos elementos, atributos, e comportamentos. e um conjunto maior de tecnologias que permite o desenvolvimento de aplicações e web sites mais diversos e poderosos.

 



CSS3 é a segunda mais nova versão das famosas Cascading Style Sheets (ou simplesmente CSS), onde se define estilos para páginas web com efeitos de transição, imagem, e outros, que dão um estilo novo às páginas Web 2.0 em todos os aspectos de design do layout.

A principal função do CSS3 é abolir as imagens de plano de fundo, bordas arredondadas, apresentar transições e efeitos para criar animações de vários tipos, como um simples relógio de ponteiros.

Isso se deve aos novos browsers que estão chegando, com suporte à essa linguagem, como o Google Chrome, Opera, Internet Explorer 9, Safari e Mozilla Firefox. Assim, o CSS3 facilitará o trabalho dos que trabalham com web e também dos usuários, pela variedade de transformações na apresentação de um website.

 



JavaScript é uma linguagem de programação interpretada. Foi originalmente implementada como parte dos navegadores web para que scripts pudessem ser executados do lado do cliente e interagissem com o usuário sem a necessidade deste script passar pelo servidor, controlando o navegador, realizando comunicação assíncrona e alterando o conteúdo do documento exibido.

É atualmente a principal linguagem para programação client-side em navegadores web. Começa também a ser bastante utilizada do lado do servidor através de ambientes como o node.js. Foi concebida para ser uma linguagem script com orientação a objetos baseada em protótipos, tipagem fraca e dinâmica e funções de primeira classe. Possui suporte à programação funcional e apresenta recursos como fechamentos e funções de alta ordem comumente indisponíveis em linguagens populares como Java e C++. É a linguagem de programação mais utilizada do mundo.

 


 

PHP (um acrônimo recursivo para “PHP: Hypertext Preprocessor”, originalmente Personal Home Page) é uma linguagem interpretada livre, usada originalmente apenas para o desenvolvimento de aplicações presentes e atuantes no lado do servidor, capazes de gerar conteúdo dinâmico na World Wide Web.[2] Figura entre as primeiras linguagens passíveis de inserção em documentos HTML, dispensando em muitos casos o uso de arquivos externos para eventuais processamentos de dados. O código é interpretado no lado do servidor pelo módulo PHP, que também gera a página web a ser visualizada no lado do cliente. A linguagem evoluiu, passou a oferecer funcionalidades em linha de comando, e além disso, ganhou características adicionais, que possibilitaram usos adicionais do PHP, não relacionados a web sites.

 


Fale hoje mesmo com a nossa equipe de especialistas sobre o seu projeto.

Formulário abaixo ou pelo Chat